Como qualquer criança sempre gostei de brincar, pular, cantar, rir e estar com amiguinhos, mas sobretudo era muito bom ficar sentada no chão do meu quarto copiando todos os desenhos de que gostava. Adorava sentar-me ao lado de um vizinho para ver surgir de seus riscos lindos desenhos. Nem sempre ele usava referência... era como se o lápis pudesse ver o que havia em sua mente. Isso me fascinava. Ficava encantada, e ainda fico, ao ver pessoas desenhando....nos trens, metrôs e pracinhas. Durante o período escolar aguardava ansiosa pelas aulas de artes. Receber, com o material novo, os lápis de cor, canetinhas e giz de cera era um momento único. Os anos se passaram e o interesse pelo desenho ficou adormecido, mas sempre ficava atenta quando o assunto surgia. Quando adulta decidi retomar essa paixão e, após indicação de uma grande amiga, fiz minha matrícula na Oficina Cultural Alfredo Volpi para o curso de Iniciação ao Desenho e não parei mais. Logo me formei em Artes Visuais. Com o término da faculdade abri mão das técnicas que nela conheci optando por seguir apenas com o desenho. Hoje percebo que em cada traço que faço fica um pouco de mim, da minha história e da maneira como vejo o mundo, seja no traçado duro e cinza dos dias nublados e frios, seja no traçado leve e de tons pastéis dos dias de paz ou ainda nas cores vibrantes que me exige os dias mais ensolarados.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Lápis de cor: Releitura Marcello Barenghi




Outra releitura de um desenho do Marcello Barenghi. Dessa vez feito com os lápis de cor Giotto. Uma nova marca no mercado brasileiro. O Professor do curso está sendo patrocinado por ela e nos incentivou a experimentar. Sim, eu sei que tenho MUITOS lápis de cor, mas não resisti a tentação de comprar mais uma caixinha de 24 cores. Acho que sou viciada em lápis de cor *__*.

Tanto a mina quanto a madeira dos lápis são BEM MACIOS. Achei super gostoso trabalhar com eles. A pigmentação é forte e são fáceis de misturar as cores. Recomendo.

Levei 9 horas para pintar o desenho.

Abs e até a próxima pessoal.


5 comentários:

  1. Que lindo!
    Não conheço esse lápis Giotto, mas preciso experimentar qualquer hora dessas. Tô tomando gosto por lápis de cor, acho que em grande parte por influência sua. Hahahah!

    Lindo, Silvia! Parabéns pelo seu resultado. Você se deu muito bem com esse material e com o uso das cores nos desenhos. Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Nane \o/
    Que bom que te influenciei. Amo demais lápis de cor e realmente estou me adaptando muito bem. Ainda tenho algumas dificuldades, mas aos poucos vou dominando a técnica.

    Essa marca Giotto é nova aqui no país, não sei se irá encontrá-la com facilidade. Ela me surpreendeu de tão macia e mesmo com o papel mais úmido por conta do tempo ele dá conta do recado muito bem.

    bjs e obrigada por comentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não achei Giotto, mas achei 48 cores de Faber Castell, que eu namorava desde criança. Como agora a "criança" trabalha, se permitiu realizar um sonho.

      \o/

      Excluir
  3. Nane
    Achei esse link com o estojo de 8 cores:
    http://www.papelariauniversitaria.com.br/produtos/lapis-de-cor-mega-8-cores-225400-giotto.htm

    Um sonho mesmo esse de 48 cores. Pinta bastante.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Cadastrando nesse site voce pode conseguir pontos e trocar por esse lapir de cor alem de muitos outros premios https://web70.gfk.com/mrIWeb/mrIWeb.dll?I.Project=BRAGXLINDIQ&I.USER1=6igrsiuulp7wt9k9

    ResponderExcluir